sábado, 9 de agosto de 2008

Depoimentos de pessoas discriminadas

No ano passado eu passeava num shopping de Curitiba com a minha mãe, quando gostei de uma blusa.Entrei na loja.Vi o preço. Era caríssima. Mesmo assim quis experimentar.Mas ninguém me atendia. As vendedoras me olhavam de cima para baixo.Olhavam e faziam que não me via.Fiquei nervosa e fui embora. Disse a minha mãe o que tinha acontecido. Decidi então voltar. Entrei e contei até dez. Todos continuavam a me ignorar. Ai explodi. "Será que tenho de abrir minha bolsa e mostrar o cartão de credito?" Virei as costas e sai. A gerente então correu atrás de mim. Tentou me explicar que não podia adivinhar que eu tinha dinheiro para comprar a blusa. Não quis ouvi-la, não. Poxa, só porque sou negra não posso ter dinheiro? O preconceito existe, sim...

Cinthya Rachel, 18 anos
Em março deste ano eu estava nas Lojas Americanas procurando um presente paras minha mãe, e carregava um caderno que ela havia comprado lá mesmo noutro dia. Ai chegou uma segurança e foi logo me acusando de roubo. Revistou minha bolsa e como não tinha a nota fiscal comigo, fui levada ao Juizado de Menores. Só quando minha mãe apareceu com o comprovante é que fui liberada.Eu fiquei muito nervosa, nunca tinha sido acusada de roubo, e nem xingada por ser negra. Foi a minha mãe que fez me ver que isso era racismo. Ainda bem que não todo mundo assim racista. Eu tenho orgulho de ser negra estou feliz com a cor que Deus me deu.
Isabela Santos 14 anos, Salvador.

11 comentários:

ririh;lêlêh;kk.. disse...

Racismo segundo Nei Lopes



Nei Lopes: racismo em debate
Paulinha e Pedrinho são filhos de pai negro e mãe judia. Fruto da mistura de raças, as duas crianças não conseguem entender por que certas pessoas são, em função da sua cor, tratadas de maneiras diferentes. O pai, Paulão, e a mãe, Lia, tentam explicar aos filhos a origem dessa distorção, chamada "racismo".
É a partir desse diálogo entre pais e filhos que o compositor, cantor e escritor Nei Lopes constrói "O racismo explicado aos meus filhos", seu livro mais recente, em que expõe origens e conceitos para que as crianças compreendam os males sócio-político-culturais que o racismo causa. Apesar do nome, a obra traz informações úteis para muitos adultos. Partindo desde os primórdios da Humanidade até os dias de hoje, viajando do Antigo Egito à sociedade contemporânea, Nei tenta jogar luz sobre algumas questões pertinentes: oBrasil é um país racista? Cotas para negros em universidades podem ajudar a acabar com a injustiça social? Questões cada vez mais em pauta na agenda do país, e que merecem ser discutidas.

Talvez a pergunta mais difícil, no entanto, seja também a mais básica: por que, afinal, existe racismo? Por que algumas pessoas julgam que diferenças étnicas permitem-lhes discriminar o próximo? Numa entrevista exclusiva para o Viva Favela, Nei tenta responder:

"O racismo existe porque, um dia, alguém achou que havia uma hierarquia dentro dos grandes grupos humanos. Que uns eram melhores e mais bem desenvolvidos que outros. Houve até quem desenvolvesse teorias científicas sobre isso. Principalmente procurando mostrar que quanto mais fossem brancas, de cabelos lisos e narizes afilados, as pessoas seriam mais aristocráticas e mais inteligentes que as demais. E a partir desse argumento, os 'civilizados' dominaram os 'selvagens', contando-se entre estes principalmente os negros e os índios. Mas hoje a ciência sabe que essa hierarquia não existe, do ponto de vista científico, ocorrendo apenas circunstâncias históricas, sociais e econômicas que determinam o maior ou menor desenvolvimento dos povos. Pessoas menos esclarecidas, entretanto, continuam pensando como os antigos. Essas são as pessoas racistas. E elas estão em todos os lugares. é isso o racismo tem em todos os lugares !!!! ****

luane disse...

Adorrei ajudou muito no meu trabalho

joicinha disse...

racismo tem que acaba

luiz antonio alves leite disse...

luiz diz : O rascismo nao tem sentido todos nos seres humanos somos iguais sò que no brasil e em outros paises tem muito preconceito nao só pela cor mas tambem pela renda da pessoa ou atè mesmo da familia!!!


Luiz Antonio Alves Leite...
alto taquari MT

Paulo Henrique disse...

Eu concordo plenamente com o Luiz hoje em dia se a pessoa for pobre ou negra as pessoas pensam que ou elas nao tem direito a nada ou so porque e pobre ou de outra cor nao consiquiram comprar nada, ou nem fazer uma faculdade e ser alquem na vida.

luiz antonio alves leite disse...

eu concordo com o paulo henrique ele esta correto as pessoas hoje em dia sao muitos inuteis...............

paloma neves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
paloma neves disse...

Quem faz esses tipos de coisa deveria ser preso (a) !!!Nem um animal tem que sofrer preconceito!!!

Thaoana disse...

Muito bom,ajudou bastante. Racismo assim como o preconceito e todas essas mesquices que o ser humano inventa é nada mais nada menos que uma tolice .Na minha opinião ,não deveria haver,mais sim há ,infelizmente.

Thaoana

jessica-carolina-gazda1 disse...

este site é muito importante para a conscientização das pessoas, e esse mesmo me ajudou com um trabalho de ensino religioso.muito obrigada por se preocupar com estas pessoas !!!!!

Unknown disse...

Preciso de alguém que tenha sofrido racismo, que resida em SP ou numa cidade próxima e que esteja disposto (a) a contar a situação para um programa de TV.
Vamos abordar o fato de ainda existir pessoas preconceituosas nos dias de hoje.
Meu contato é ana.lima@novotempo.com

Obrigada!